08
jan 15

Como configurar IP estático/fixo no RaspberryPi

Nesse post vou explicar rapidamente como configurar um IP estático/fixo no RaspberryPi. Por padrão ele vem configurado para DHCP, isto é, ele obtêm o IP automaticamente. Essa dica é muito útil quando não se deseja usar IP dinâmico ou se você deseja se conectar ao seu Raspi remotamente sem usar um monitor ligado a ele, via comando ssh, por exemplo.

Vou assumir que você já instalou o sistema operacional e já está com seu RaspiberryPi rodando corretamente. Caso não tenha feito isso pode consultar o tutorial oficial para executar esses primeiros passos. Também pressuponho que o seu Raspi está conectado a uma rede usando cabo.

Vamos lá!

1. Entre no terminal/console do linux informando o nome de usuário e a senha. Se você não mudou o padrão o usuário é pi e a raspberry.

2. Antes de começar vamos fazer um backup dp arquivo que vamo smudar, só por garantia ;). Execute o comando abaixo.

sudo cp /etc/network/interfaces /etc/network/interfaces.bak

3. Para configurar seu IP estático corretamente você precisará de alguns dados sobre suas configurações de rede. Para isso execute os dois comandos abaixo e anote as informações que precisamos.

Primeiro o comando ifconfig

Anote esses dados (aqui são os meus :p ):

inet addr – 192.168.1.81 - IP do Raspi
Bcast – 192.168.1.255 - Broadcast
Mask – 255.255.255.0 - Máscara da subrede

Agora o comando netstat -nr

Anote:

Gateway – 192.168.1.1
Destination – 192.168.1.0

4. Com esses dados guardados abra o arquivo /etc/network/interfaces.

sudo nano /etc/network/interfaces

Altere a linha

iface eth0 inet dhcp

para

iface eth0 inet static

E adicione as informações que obtemos anteriormente conforme demonstrado nas imagens abaixo.

address 192.168.1.112
broadcast 192.168.1.255
netmask 255.255.255.0
gateway 192.168.1.1
network 192.168.1.0

depois fica assim…

5. Salve o arquivo e saia do editor usando o comando CRTL+X e depois Y para confirmar.

6. Reinicie o serviço de rede como o comando:

sudo /etc/init.d/networking restart

Ou reinicie o linux usando o comando:

sudo reboot

Se tudo deu certo seu Raspi agora roda com IP fixo 😉

É isso amigos. Espero ter ajudado.

Abs.


23
fev 14

Curso On-line Gratuito de Java Embedded com RaspberryPi

UPDATE: Nova turma 19/05

Oi, pessoal.

A Oracle está com inscrições abertas para um curso on-line grátis:

Desenvolvimento de Aplicações Java Embedded usando RaspberryPi

Próxima turma: 19 de Maio

O curso dia 31 de março! (JÁ INICIADO)

Inscrições aqui:

Inscreva-se agora

Aproveite seu conhecimento em Java para aprender como desenvolver projetos para Internet da Coisas (IoT – Internet of Things).

O curso é grátis, projetado para desenvolvedores que conhecem Java básico. O curso terá 5 semanas com 4 a 6 horas de estudo por semana, portanto será bem completo 😉 Mais detalhes aqui.

Você vai desenvolver um aplicativo do mundo real para:

  • Ler os dados de entrada a partir de interruptores e manipular LEDs usando a interface GPIO
  • Ler a temperatura e pressão atmosférica a partir de um dispositivo de I2C
  • Ler a localização atual do aparelho usando um dispositivo UART GPS
  • Armazenar e gerencie os dados coletados
  • Reportar informações a um cliente através de várias opções de comunicação
  • E mais!

Importante: O curso será em inglês.

Formou?

O que você aprenderá:


26
jul 13

Projetos impressionantes com Raspberry Pi

Raspberry PiOi, Amigos

Comecei a brincar com o Raspberry Pi a pouco tempo e achei a plataforma fantástica. Participei do hackthon de Raspberry no TDC 2013 e lá desenvolvemos alguns projetos muito legais usando RPi (como ele é carinhosamente apelidado). Nossa equipe criou um projeto, em um dia, chamado Pet-O-Matic, que basicamente carregava de ração a vasilha do seu animalzinho recebendo comandos via Twitter. Irei criar um post com mais detalhes (fontes e vídeos) do projeto em breve.

Mas o importante é que com o RPi é possível unir o poder de processamento de um computador comum com a conectividade de um Arduino, por exemplo. Controlar periféricos usando Python e Java nativamente rodando Apache e/ou Tomcat. Ou algo mais poderoso com um Oracle Embeded Suite 8-O. E por aí vai. Um sonho para qualquer geek de plantão.

Para vocês terem uma ideia do potencial do RPi aqui vai um link com 20 projetos impressionantes feitos com ele.

Espero que curtam 😉

Abs.

Marco.